Counter

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Tim Maia - O FIlme





O filme vale por sua trilha sonora pulsante, pela irreverência e fúria 

Baseado no livro “Vale Tudo”, de autoria de Nelson Motta, “Tim Maia” – o filme” é raso e sem nenhuma ousadia, mas somente uma biografia superficial que tenta não se comprometer com os fatos e com alguns personagens coadjuvantes, cuja identificação de muitos, só é possível ser feita durante a leitura dos créditos finais, excetuando-se as interações de Fábio Fabiano (Fábio Stella) - amigo de Tim Maia e narrador da história, Carlos Imperial e Roberto Carlos. Este, por sua vez, é representado de forma surpreendentemente caricata, beirando à comicidade - muito provavelmente, um subterfúgio para atenuar a forma como abandonou o grupo The Sputniks - no qual fazia parceria com o então Tião Maia, Arlênio Lívio, Edson Trindade e Wellington Oliveira - que não corresponde ao papel de um amigo de fé, muito menos de uma irmão camarada.

Todas as fases da vida de Tim Maia foram muito bem representadas por seus interpretes – Tim criança, pelo filho de Babu Santana; Tim Jovem, por Robson Nunes; e Tim adulto, por Babu Santana – um verdadeiro trio de estrelas.


O filme vale por sua trilha sonora pulsante, pela irreverência, fúria e a falta do que dizer do eterno síndico em meio a seu próprio caos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário