Counter

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Homem-Formiga


Um filme atual e com potencial para se tornar uma franquia

Os fãs dos super heróis acabam de ser contemplados, neste mês de julho de 2015, com mais um lançamento da Marvel Entertainment – o divertido longa “Homem-Formiga”.


Apesar de recheado por extravagantes efeitos especiais, o filme, cujo roteiro não passa de regular, é estrelado por um elenco marcado por clichês, tais como: um ex-presidiário de bom coração, vivido por Paul Rudd que se vê obrigado a recomeçar a vida como atendente de sorveteria e que divide apartamento com seu ex-companheiro de cela, interpretado por Michael Peña; a nova vida do personagem de Rudd, após a sua separação matrimonial, marcada pelos laços afetivos mantidos com sua filha e integrando à sua rotina, o novo namorado de sua ex-esposa, personificado por Bobby Cannavale; uma proposta de dinheiro fácil de forma ilícita aproveitando-se da ausência de um milionário, expert em tecnologia, incorporado por Michael Douglas; uma filha distante do personagem de Douglas, pela atriz Evangeline Lilly, que mantêm um relacionamento íntimo com o vilão da trama, estrelado por Corey Stoll.

A missão insólita toma corpo a partir desse rascunho, com a presença da S.H.I.E.L.D. e da Hydra. “Homem-Formiga” também ousa lançar mão de gags, tendo como fio condutor a incapacidade do ex-companheiro de cela do herói de manter o foco durante a exposição de suas idéias e explicações sobre fatos diversos - mas sempre com apelo cômico e gerando empatia pelo personagem e respectivo déficit de atenção.

O Diretor Peyton Reed parece seguir à risca a característica original dos quadrinhos, agregando efeitos tecnológicos e fazendo de “Homem-Formiga” um filme atual e com potencial para se tornar uma franquia.




Nenhum comentário:

Postar um comentário