Counter

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Victor Frankestein


Pouco empolgante


Uma nova versão cinematográfica da história de Frankenstein conta a história de “Victor Frankestein”, estrelando  - Daniel Radcliffe no papel do quasimodo auto didata, sensível  e maltratado por todos os integrantes do Circo no qual ele é obrigado a trabalhar; e James McAvoy, incorporando o cientista Victor que salva a criatura do Circo, lhe cura de sua corcunda e lhe dá o nome de Igor.

A combinação do roteiro pouco empolgante, de autoria de Max Landis, com a direção pálida de Paul McGuigan transforma a história – que não é a do monstro, mas sim do seu criador – em um produto dispensável, se não fossem as excelentes interpretações de Radcliffe e de McAvoy, e a sutil lembrança da história do mostro mais famoso do cinema, que faz valer a afirmação colocada por Igor, já no final da película: “As pessoas não vão lembrar de Frankestein – o homem, mas sim de Frankestein – o monstro”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário