Counter

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Luiz & Nazinha – Luiz Gonzaga Para Crianças


Belíssima colagem das canções do Gonzagão, amplificando a narrativa, sem a necessidade de artifícios cênicos pirotécnicos

Em pleno sertão nordestino, passagens da infância do menino Luizinho e a descoberta de seu amor por Nazinha – filha do rígido e austero Coronel Raimundo – são transportadas para o palco do teatro infantil, contando uma história livremente adaptada da biografia do Rei do Baião – Luiz Gonzaga. “Luiz & Nazinha – Luiz Gonzaga Para Crianças” é materializada pela singela direção de Diego Morais e introduz, ao público infantil, uma belíssima colagem das canções do Gonzagão, amplificando a narrativa, sem a necessidade de artifícios cênicos pirotécnicos.

Guilherme Borges – o responsável pela empolgante direção musical – celebra a alegria a cada quadro apresentado. A pureza infantil compõe a dramaturgia de Pedro Henrique Lopes – como Luizinho – que divide a protagonização do conto com a docilidade de Aline Carrocino – no papel de Nazinha. Martina Blink e Sergio Somene se proliferam no palco, como num passe de mágica, assumindo os papéis de Santana e Elvira e de Januário e Raimundo – os pais de Luizinho e de Nazinha, respectivamente. Agregado ao conjunto da obra, a concepção cenográfica minimalista de José Claudio Ferreira não se contém em sua carga artística, salpicando a boca de cena com bandeirinhas que remetem à marca de Alfredo Volpi, estampando o horizonte com roupas penduradas no varal, pontilhando o céu com gambiarras de lâmpadas e alinhando a ribalta com gravatás luminosos com a mesma inocência das obras de Heitor dos Prazeres. Em plena sintonia com o cenário, Wanderley Nascimento veste os personagens com um figurino segundo estilo e cromatismo que se identificam com o espírito infantil do espetáculo. Finalmente, o desenho de luz de Pedro Mendonça realça todas as qualidades dos recursos cênicos com objetividade tamanha a satisfazer os anseios das crianças e dos adultos enquanto vítimas de uma injeção de cultura travestida de grande brincadeira – o que, de fato, o espetáculo se propõe a oferecer. 

“Luiz e Nazinha” faz parte de uma experiência de sucesso, o estopim de um projeto que não deve ter fim, tamanho o universo das produções artístico musicais por grandes talentos nacionais a ser introduzido ludicamente às crianças e relembrado pelos adultos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário