Counter

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Não se Aceitam Devoluções


Um exercício através do qual Hassum se autoafirma como um ator polivalente – não desmerecendo, em momento algum, a sua já consagrada trajetória nas telas e no palco, como comediante

Um bon-vivant, que somente se interessa pelas mulheres aleatórias com as quais acorda a cada dia, tem sua vida revirada quando uma de suas ‘casuais’, bate à sua porta com uma menina bebê, alegando ser sua filha. Em seguida, a mulher lhe pede algum dinheiro para pagar o taxi, entra no carro e desaparece, deixando o homem com quem fornicara plantado na porta, com cara de pastel, com o bebê em seus braços.

Breve introdução ao argumento do filme mexicano, de 2014 – ‘No Se Aceptan Devoluciones’, roteirizado e dirigido por Eugenio Derbez, que ganha a sua versão brasileira – “Não se Aceitam Devoluções”, sob a leitura do músico, produtor musical, autor de trilhas sonoras para cinema, teatro e televisão e diretor cinematográfico – André Moraes. O protagonismo, entregue a Leandro Hassum, dá o desnecessário tom de comicidade à produção original que completa, em 2018, meia década de aniversário de seu lançamento e que já carrega consigo um remake de sucesso – ‘Uma Família de Dois”, dirigido por Hugo Gélin.

A produção repeteco pode, até mesmo, ser enaltecida como um exercício através do qual Hassum se autoafirma como um ator polivalente – não desmerecendo, em momento algum, a sua já consagrada trajetória nas telas e no palco, como comediante – mas não deixa de ser desgastante e cansativo para o espectador que, já tendo experimentado as versões anteriores, corre o risco de sair da sala de projeção com o gosto de quem acaba de consumir um pouco mais do mesmo. 

Circuito Geral - Não se Aceitam Devoluções

Nenhum comentário:

Postar um comentário