Counter

quinta-feira, 28 de junho de 2018

50 São os Novos 30


Ousa lançar mão da comicidade para dar continuidade ao longa que não tem muito a dizer ao espectador

Uma mulher de 50 anos de idade, com alta formação profissional, perde o emprego, ao mesmo tempo que descobre que o marido irá abandoná-la para viver com uma mulher bem mais jovem. Sem hesitar, ela decide abandonar a sua casa e se mudar para a de seus pais, septuagenários.

Essa é a efervescência inicial do filme “50 São os Novos 30”, que ousa lançar mão da comicidade para dar continuidade ao longa que não tem muito a dizer ao espectador e, portanto, dificulta a sua compreensão deste sobre a protagonista cinquentona – talvez pelo fato de que Valérie Lemerciera, além de interpretar, acumula a direção do filme.

A trilha sonora, integra os clichês e consegue impedir que o filme Francês, desague para a monotonia, com o seu tom ansioso-depressivo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário