Counter

quinta-feira, 7 de junho de 2018

As Boas Maneiras



A despeito da atmosfera de terror na qual o longa se insere, a carga emotiva presente no roteiro faz da projeção, um percurso repleto de loopings em uma montanha russa de inúmeras sensações.


A corajosa insanidade da dupla de cineastas Juliana Rojas e Marco Dutra estampada no longa “Boas Maneiras” inunda a tela de nuances em meio a um universo fantástico, onde uma jovem é contratada por uma mulher grávida para ser sua enfermeira, com vistas a que, tão logo venha dar à luz, ela se torne a babá de seu filho. Contudo, com o avanço da gravidez, a contratada passa a perceber o estranho comportamento de sua contratante – em particular, os seus hábitos noturnos.

O rumo inesperado tomado pelo filme é mágico à percepção do espectador, ao dividir a história em dois momentos – o anterior e o posterior ao nascimento do primogênito da estranha mulher.

A despeito da atmosfera de terror na qual o longa se insere, a carga emotiva presente no roteiro faz da projeção, um percurso repleto de loopings em uma montanha russa de inúmeras sensações.




Nenhum comentário:

Postar um comentário