Counter

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Godzilla: O Rei dos Monstros - Dando continuidade à sequência da franquia



Destruição sem fim


Dando continuidade à sequência da franquia que lançou o primeiro longa, em 2014 – “Godzilla: O Rei dos Monstros” conserva a monstruosidade da criatura protagonista e de outras, ainda mais bizarras – o pterossauro Rodan, a mariposa Mothra e o dragão de três cabeças Rei Ghidorah – hibernantes na escuridão de seus abrigos.   

O longa se apropria do gancho deixado como espólio pelo primeiro filme da franquia e insufla o drama de Emma e Mark (Vera Farmiga e Kyle Chandler) – casal divorciado que ainda lamenta a perda de seu filho durante o ataque de Godzilla. A disfuncional direção de Michael Dougherty apresenta uma misteriosa empresa que se dedica à pesquisa de monstros colossais, contemplando, em seu quadro de funcionários, na China, a cientista Emma Russell que consegue êxito em seu experimento ao codificar os padrões de linguagem de um monstro e os transforma em sinal alfa dominante. Juntamente com a sua filha Madison (Millie Bobby Brown), a cientista testa o experimento junto à uma larva da mariposa Mothra. Contudo, soldados liderados por Jonah Alan (Charles Dance) sequestram mãe, filha e a máquina.

Desse ponto em diante, o longa se perde em meio a um enfadonho festival de lutas entre monstros em busca da dominação do mundo em que vivemos, contemplando uma sequência de destruição sem fim, sem injetar a menor parcela de tensão dramática, mas somente uma sequência interminável de cenas ofuscadas por muita chuva e neblina, lentes contemplando uma fotografia fechada, privando os espectadores de uma visão panorâmica para o entendimento das cenas contemplando os denominados titãs.

Para aqueles que não se enquadram no gueto dos fanáticos pela criatura de 1954, o longa pesa as pálpebras com sua pegada fronteiriça com a mitologia e com cenas que remetem a diversas versões de Kong, prometendo uma continuidade com o MonsterVerse da Warner Bros. Pictures e da Legendary Pictures.

Nenhum comentário:

Postar um comentário