Counter

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Foro Íntimo




Permite o espectador sentir toda a angústia do protagonista, cadenciado pelas imagens P&B.

A potencialidade contida no filme “Foro Íntimo” deflagra um processo perturbador, repressor e condicionador junto ao espectador que insiste em compreendê-lo a partir de, apenas, um determinado ponto de vista. A direção minimalista de Ricardo Mehedff desenha um dia na vida de um Juiz criminal ciente de seus deveres e obrigações e, por conta disso, se vê enclausurado em um fórum onde é submetido a uma rotina desidiosa, ininterruptamente vigiado por seguranças armados e ameaçado de morte pelos que estão sob o seu julgamento.


Baseado em fatos reais, “Foro Íntimo” retrata o potencial da verve perversa de Mehedff induzindo o espectador a um estado de anóxia, pelo simples fato do protagonista seguir à risca os protocolos jurídicos e, consequentemente, abrir mão de sua liberdade e do seu convívio familiar por conta da investigação sobre 100 quilos de pasta base de cocaína encontrados em um ônibus da frota de um senador.

Seu timing lento, em estilo cine arte meio cult, “Foro Íntimo” permite o espectador sentir toda a angústia do protagonista, cadenciado pelas imagens P&B, através de uma diegese claustrofóbica extrema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário