quarta-feira, 4 de março de 2020

Blitz, O Filme


A banda que agitou o país nos anos 1980


Com formação original contemplada por Evandro Mesquita (voz e guitarra), Ricardo Barreto (guitarra), Antônio Pedro Fortuna (baixo), William “Billy” Forghieri (teclados), as backing vocals Fernanda Abreu e Márcia Bulcão, e Lobão (bateria) surge a banda de rock brasileira “Blitz”, uma das precursoras do rock brasileiro dos anos 1980 – o "BRock", marcando uma geração que inova, ao misturar rock, história em quadrinhos e teatro. Ainda sobre a formação da banda, quando do lançamento do seu primeiro álbum de estúdio – “As Aventuras da Blitz 1” – em 1982, Lobão é substituído por Roberto Gurgel, conhecido pelo apelido Juba. Somam-se a essas informações fatos curiosos sobre a origem do nome da banda e as particularidades, sob a forma de depoimento, por parte de cada um dos componentes e respectivos amigos, assumindo um formato de cinema documental em “Blitz, O Filme”. Paulo Fontenelle não se intimida ao dirigir o longa a partir de um patchwork de imagens para contar histórias de bastidores, revelar cenas de ciúmes, desconstruir fatos surpreendentes e colorir a realidade com curiosidades sobre a banda que agitou o país. Seu documentário aborda a febre que acometeu o Brasil com o advento da “Blitzmania”, a participação da banda no primeiro Rock In Rio, as trocas dos integrantes, a bem sucedida investida de Fernanda Abreu em carreira independente, e a tentativa de Evandro Mesquita de emplacar o sucesso em seu primeiro disco solo, sem a banda Blitz. Com sua obra, Fontenelle presta um singelo tributo aos anos 1980 que agradará, com toda certeza, os aficionados pelo rock Brasil – estilo que abriu as portas para bandas como Barão Vermelho, Legião Urbana, Os Paralamas do Sucesso e Titãs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário