A TEORIA DOS VIDROS QUEBRADOS - Coprodução entre Uruguai, Brasil e Argentina

Estreia no Festival de Cinema de Gramado


A TEORIA DOS VIDROS QUEBRADOS, dirigido por Diego “Parker” Fernández, acaba de ganhar trailer oficial. Longa coproduzido pela brasileira Okna, faz sua estreia mundial competindo no Festival de Gramado, que acontece entre 13 e 21 de agosto.

Rodado nas cidades uruguaias de Montevidéu e Aiguá, a comédia A TEORIA DOS VIDROS QUEBRADOS é uma realização da Parking Films em uma coprodução que leva os selos da brasileira Okna Produções, da também uruguaia Cordón Films, e da argentina Tarea Fina (Argentina).


Escrito por Fernández e Rodolfo Santullo, o roteiro do longa parte de um experimento em psicologia social conhecido, no Brasil, como a “Teoria da Janelas Quebradas”, na qual, se uma janela de um prédio for destruída, e não receber reparo logo, a tendência é de que as demais sejam vandalizadas, e logo o prédio todo ocupado, e destruído. Tudo isso, independente de momento histórico ou classe social. Para criar o longa, além deste conceito, os roteiristas se inspiraram em fatos reais. Em 2010, na região fronteiriça entre Uruguai e Brasil, mais de 20 carros foram incendiados na cidade de Melo.


A TEORIA DOS VIDROS QUEBRADOS combina os gêneros comédia e policial. O longa é protagonizado por um funcionário de uma companhia de seguros, que recebe uma promoção e é designado perito em uma cidadezinha do interior. O que seria motivo para comemorar se transforma em pesadelo quando, ao chegar no local, ele presencia a pior onda de incêndios de carros na história do país. Encurralado pelos clientes, moradores um tanto peculiares da região, Cláudio se vê pressionado a cobrir os seguros num ambiente hostil e ao tentar esclarecer os crimes descobrirá que muitas coisas não são o que aparentam.


O elenco é formado por uma combinação de talentos de diversos países da América Latina. Os brasileiros são Roberto Birindelli (“Nos tempos do Imperador” e “Polícia Federal: A Lei é para todos”) e Lourdes Kauffmann. Completam o time o argentino Martín Slipak (“A Noiva do Deserto”), os uruguaios César Troncoso (“Benzinho”) e Verónica Perrota (“Mulher do pai”).

Compõem ainda a equipe técnica brasileira, o montador Pablo Riera, e Kiko Ferraz, na edição e mixagem de som. Gina O´Donnell é a produtora de base e de finalização e Graziella Ferst, a produtora executiva.


Com produção de Diego “Parker” Fernández e Micaela Solé (Uruguai), Juan Pablo Miller (Argentina) e Aletéia Selonk (Brasil), A TEORIA DOS VIDROS QUEBRADOS tem apoio do edital de coprodução Brasil-Uruguai, do Programa Ibermedia, além de outros fundos uruguaios.

Ficha Técnica

Direção: Diego “Parker” Fernández (Uruguai)

Roteiro: Diego “Parker” Fernández e Rodolfo Santullo (Uruguai)

Direção de Fotografia: Lucio Bonelli (Argentina)

Direção de Arte: Gonzalo Delgado (Uruguai)

Direção de Produção: Patricia Olveira (Uruguai)

Editor: Pablo Riera (Brasil)

Música: Gonzalo Deniz (Uruguai)

Edição de Som e Mixagem: Kiko Ferraz Studios (Brasil)

Produtores: Diego “Parker” Fernández e Micaela Solé (Uruguai), Juan Pablo Miller (Argentina) e Aletéia Selonk (Brasil)

Empresas produtoras: Parking Films e Cordon Films (Uruguai), Okna Produções (Brasil), Tarea Fina (Argentina)


15 visualizações0 comentário