BRASILEIRICES - Coreografia, figurinos e direção artística de Ana Lúcia da Silva

A história de um jovem que descobre que nasceu no dia que a Lei do Ventre Livre foi promulgada, mas que passou a vida inteira como escravo


Nos dias 13 e 15 de maio de 2021 (quinta e sábado, às 18h), a Cia Livre de Dança, da Rocinha, apresenta o espetáculo “Brasileirices” no Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo pelas redes sociais da companhia: Facebook @cialivrededancadarocinha, Instagram @cialivrededanca e YouTube http://bit.ly/cialivrededança. Com coreografia e direção artística de Ana Lúcia Silva, “Brasileirices” passa pela dança, canto, folclore e ritmos característicos da dança afro brasileira, como cafezal, lundu e batuque, para contar a história de um jovem que descobre que nasceu no dia que a Lei do Ventre Livre foi promulgada, mas que passou a vida inteira como escravo. Com percussão ao vivo do mestre Alexandre Pires e de Kayo Ventura, “Brasileirices” retrata o período de escravidão e da formação da história do país pelo olhar do negro.

FICHA TÉCNICA

Coreografia, produção, figurinos e direção artística: Ana Lúcia Silva

Bailarinos: Yara Silva, Gleyce Lima, Junior Andrade, Mayara Arruda, Ana Gregorio e Canela Monteiro. Percussionistas: Alexandre Pires e Kayo Ventura. Social Midia: Karine Lima. Fotografia: Nara Roboredo. Filmagem: Jhuan Martins. Realização: Cia Livre de Dança

“BRASILEIRICES”

Espetáculo de dança afro brasileira da Cia Livre de Dança

Quando: 13 e 15 de maio de 2021 – quinta e sábado, às 18h

Classificação etária: livre. Duração: 30 minutos. Ingressos gratuitos


3 visualizações0 comentário