Cora do Rio Vermelho - Um passeio pela vida e a obra da poeta, contista e doceira Cora Coralina

Textos e poemas que falam sobre a força feminina e a alma da mulher brasileira

Com direção de Isaac Bernat, o espetáculo "Cora do Rio Vermelho" estreia nesta quinta-feira, dia 12 de maio, no Teatro Poeirinha, em Botafogo. O monólogo com Raquel Penner reúne passagens da vida e da obra da poeta, contista e doceira Cora Coralina, que falam sobre a força feminina e a alma da mulher brasileira.

Pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, Cora Coralina (1889 – 1985) é considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras. Nascida na cidade de Goiás, ela viveu mais de quatro décadas em São Paulo. Apesar de escrever seus versos desde a adolescência, ganhava a vida como doceira, e seu primeiro livro só foi publicado em junho de 1965, quando tinha quase 76 anos de idade. Escreveu sobre os lugares onde viveu, as pessoas com as quais se relacionou e a natureza que observava.

Ao longo da encenação, aparecem algumas músicas populares, unindo vozes femininas de cantoras-atrizes do cenário teatral brasileiro: Aline Peixoto, Chiara Santoro, Clara Santhana, Cyda Moreno e Soraya Ravenle. Em “Cora do Rio Vermelho” (o título se refere ao rio que banha Goiás), a atriz se torna uma contadora de histórias atravessada pelo amor e pela entrega que Cora dedicou a sua tradição e a sua gente.

Ficha Técnica

Idealização e atuação: Raquel Penner

Direção: Isaac Bernat

Dramaturgia: Leonardo Simões

Produção executiva: Clarissa Menezes

Cenografia, Figurino e Produção de objetos: Dani Vidal e Ney Madeira – Ney Madeira Produções Artísticas

Cenotécnico: André Salles

Tingimento, Bordado e Tratamento de objeto: Dani Vidal e Ney Madeira

Costureira: Aureci da Cunha Rocha

Costureira de cenário: Alessandra Valle

Pintura de arte: Paulo Campos

Carpinteiro: Paulo Sá

Iluminação: Ana Luzia de Simoni

Direção Musical e Trilha Sonora: Aline Peixoto

Percussão: Fabiano Salek

Vozes: Aline Peixoto, Chiara Santoro, Clara Santhana, Cyda Moreno e Soraya Ravenle

Operação de som: Rafa Barcelos

Músicas:

"Aponte" (Lan Lanh/Nanda Costa/ Sambê)

"Maria, Maria" (Milton Nascimento)

"Simplicidade" (Jaime Alem)

Visagismo: Mona Magalhães

Direção de movimento: Luiza Vieira (cenas "Mãos" e "Todas as vidas dentro de mim")

Fotografias e Designer gráfico: Bianca Oliveira – Estúdio da Bica

Mídias sociais e Planejamento de divulgação: Lyana Ferraz

Assessoria de Imprensa: Rachel Almeida (Racca Comunicação)

Realização: Núcleo de Ensino e Pesquisa de Artes Cênicas - NEPAC

Serviço

Cora do Rio Vermelho

Temporada: 12 a 29 de maio de 2022

Teatro Poeirinha: Rua São João Batista, 104 – Botafogo – Rio de Janeiro/RJ

Dias e horários: quinta a sábado, às 21h, e domingo, às 19h.

Ingressos: R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia-entrada).

Duração: 50 minutos

Lotação: 50 pessoas

Classificação Etária: 12 anos.



12 visualizações0 comentário