E-ZOO - “Crise da Geosmina”

Estreia no dia 15 de julho de 2021 na abertura da 5a. BELA Bienal – Bienal Europeia e Latino-Americana, no Espaço Cable Factory na cidade de Helsinque/ Finlândia


Nos primeiros dias de 2020, pouco antes de o mundo entrar em completo isolamento social, o Rio de Janeiro passou por uma crise hídrica que durou quase um mês. A chamada “Crise da Geosmina” atingiu os moradores de quase todo Estado, que durante mais de um mês receberam a água em suas residências com fortes alterações de cor e cheiro, contaminada por resíduos domésticos e industriais.


A artista cênica Karol Schittini, mineira radicada na cidade do Rio de Janeiro há 15 anos, já na primeira semana da crise, viu sua casa se transformar num grande amontoado de garrafas plásticas e sentiu imenso pesar, pela falta de humanidade da Humanidade. Jogar o lixo fora não era simplesmente colocar a sacola para fora de casa... Assim surgem as primeiras inspirações para a criação da performance autoral intitulada “E-ZOO”, que estreia no dia 15 de julho na abertura da 5a. BELA Bienal – Bienal Europeia e Latino-Americana, no Espaço Cable Factory na cidade de Helsinque/ Finlândia, e traz neste ano a temática “Sustentabilidade: A Natureza na Arte”. O tema busca enaltecer a importância da preservação da Natureza e criar intercâmbio entre as culturas europeia e latino-americana na arte contemporânea.


Confeccionado entre junho e julho de 2020, o traje-instalação da performance é composto com quase 2000 tampinhas de garrafas e de frascos, além de outras embalagens, cascas, conchas e objetos de metal. O nascimento de “E-ZOO” se deu como um vômito do mar, entupido de lixo, e foi gravado pela artista em formato de curta-metragem, que permanecerá em exibição na Bienal até dia 15 de agosto. Ainda neste ano, a exposição chega ao Brasil e será exibida de novembro a janeiro de 2022 no Centro Cultural dos Correios do Rio de Janeiro e de Niterói.


A perda de um futuro outrora considerado por alguns como grande, brilhante e humanitário cria preocupações e o nascimento de E-ZOO é uma dança em homenagem à sinfonia da Natureza, com tudo que ela contém… Tal estado pode parecer ao mesmo tempo vazio e ameaçador, mas também aparece como um local vasto e promissor para a ficção e para fantasias especulativas. Assim, em contrastes, a figura andrógina sente e causa estranhamento por ter se transmutado num corpo orgânico-plástico-tecnológico, e vai tentar se libertar do lixo que aderiu ao seu corpo, denunciando um processo de “dormência” do ser humano em relação aos hábitos de consumo e descarte.


FICHA TÉCNICA Performance E-ZOO

Criação e Atuação: Karol Schittini

Realização: Trupiniquim Produções

Produção Finlândia: BRA-FIN Consulting

82 visualizações0 comentário