Elevador Social - Um elevador para de forma brusca, e prende os dois homens que ali estavam

Um homem privilegiado, e outro humilde

A sociedade é feita a partir de escolhas próprias de seus indivíduos. E o que acontece quando essas escolhas não saem como a gente imagina? Quando uma simples ação, como pegar um elevador, sai do controle, até onde o ser humano está disposto a ir? Qual é o limite moral de cada um? Esses são alguns temas abordados em “Elevador Social”, espetáculo escrito e dirigido por Danilo Moraes e produzido por Dani Carvalho.

Na história, um elevador para de forma brusca, e prende os dois homens que ali estavam: o ascensorista Jorge (Dudu de Oliveira), um rapaz simples que só quer fazer seu trabalho, e Cláudio (Manoel Madeira), um empreendedor que precisa chegar ao seu destino rapidamente. Um homem privilegiado, e outro humilde. Um branco e um preto. Dois homens que não relacionariam, não fosse por um mero elevador.

Diferente das histórias tradicionais, onde temos os papéis do mocinho e do vilão, “Elevador Social”, trabalha a ideia de personalidades complexas, com suas qualidades e defeitos, despindo os personagens de qualquer idealização.

Elevador Social

Local: Sala Municipal Baden Powell, Copacabana

Endereço: Av Nossa Senhora de Copacabana, 360

Temporada: 30 de junho (ensaio aberto), 1º à 30 de julho de 2022(apresentações oficiais)

Dias: Quarta (ensaio aberto), sexta, sábado e domingo (apresentações oficiais)

Duração: 80 min

Classificação etária: 14 anos

Ingressos: R$15,00 a R$30,00 (Gratuito aos domingos)


7 visualizações0 comentário