top of page

Grande Sertão

Atualizado: 9 de jun.

Explorando a essência humana além da adaptação literária: uma reflexão profunda sobre identidade, redenção e as complexidades do mundo

Grande Sertão


Pontos Positivos:


1. Reimaginação audaciosa: "Grande Sertão" apresenta uma abordagem corajosa ao transpor a saga dos jagunços para o cenário das favelas, revelando uma interpretação fresca e intrigante do clássico de Guimarães Rosa.


2. Atuação marcante: O elenco estelar, liderado por Luisa Arraes e Caio Blat, entrega performances magistrais, trazendo à vida personagens complexos e cativantes, como Diadorim e Riobaldo.


3. Exploração psicológica: O filme se destaca ao explorar as nuances psicológicas de seus personagens, especialmente através de Eduardo Sterblitch como Hermógenes, oferecendo uma reflexão sobre a moralidade e a dualidade do bem e do mal.


4. Direção habilidosa: Guel Arraes demonstra sua maestria na direção, equilibrando momentos de intensa ação com reflexões contemplativas, capturando a essência da obra de Guimarães Rosa de forma cinematográfica.


5. Diálogo com a realidade social e política: A escolha de ambientar a trama nas favelas não é apenas estética, mas uma afirmação do compromisso do filme em dialogar com as realidades sociais e políticas do Brasil contemporâneo, tornando-o relevante e atual.


6. Reflexão sobre a condição humana: "Grande Sertão" transcende a mera adaptação literária, oferecendo uma reflexão profunda sobre a condição humana, as complexidades do mundo e a busca pela identidade e redenção.


Pontos Negativos:


1. Risco de incompreensão: A reimaginação radical da história pode alienar parte do público que espera uma adaptação mais tradicional do romance de Guimarães Rosa, dificultando a apreciação do filme para alguns espectadores.


2. Ritmo desigual: A alternância entre momentos de intensa ação e reflexões contemplativas pode resultar em um ritmo irregular, tornando a narrativa menos coesa e impactante para alguns espectadores.


3. Complexidade excessiva: A profundidade psicológica dos personagens e as camadas temáticas do filme podem torná-lo difícil de ser totalmente compreendido em uma única visualização, exigindo um maior esforço por parte do espectador para absorver sua riqueza narrativa.


4. Distorção da obra original: Embora a reinterpretação seja uma abordagem válida, alguns fãs puristas da obra de Guimarães Rosa podem criticar o filme por desviar significativamente da visão original do autor, perdendo parte de sua essência literária no processo.


5. Falta de desenvolvimento de certos personagens: Em meio a uma narrativa densa, alguns personagens secundários podem não receber o desenvolvimento adequado, resultando em uma sensação de superficialidade em suas motivações e jornadas.


6. Conclusão ambígua: O filme pode deixar algumas questões em aberto e interpretativas, o que, embora possa ser estimulante para alguns espectadores, pode frustrar outros que buscam uma resolução mais clara e definitiva.


Lançamento nacional: dia 6 de junho de 2024


avaliação: psales e senna



Комментарии


bottom of page