Jurassic World: Domínio - A saga consegue fechar os ciclos de ambas as trilogias

As gerações das trilogias se cruzam

Jurassic World Domínio estreou no Brasil dia 02 de junho de 2022 e desde então tem se destacado nas bilheterias. O longa já arrecadou R$ 57,3 milhões e levou mais de 3 milhões de pessoas aos cinemas brasileiros. O filme completará sua terceira semana em cartaz nesta quinta-feira (23 de junho) e a expectativa é que se mantenha em evidência no ranking de filmes mais assistidos nas telonas.

 

resenha: psales e msenna


Dando sequência a ‘Jurassic World: Reino Ameaçado’, de 2018, o diretor Collin Trevorrow apresenta um mundo onde humanos e dinossauros coexistem em aparente equilíbrio – ‘Jurassic World: Domínio’, fechando a trilogia iniciada em 2015 com ‘Jurassic World: O Mundo Dos Dinossauros’.

Trevorrow abusa de velhas fórmulas aplicadas à trilogia inicial de ‘Jurassic Park - O Parque dos Dinossauros’ de 1993, sugerindo a possibilidade de uma nova trilogia que poderá assumir uma vertente cada vez mais em direção à atualidade e, com isso, se despedir do passado e dar boas-vindas ao futuro.


A premissa de “Domínio” é sobre os avanços tecnológicos, a ganância de super bilionários e a conspiração empresarial que podem alterar toda a cadeia de produção alimentícia do planeta. Focando nas questões humanas e diante de um planeta próximo ao caos, a saga consegue fechar os ciclos de ambas as trilogias, podendo se dizer que estamos diante de uma obra aberta para uma possível nova saga de ‘Jurassic Park’ – em especial, pela introdução, em “Domínio”, da sarcástica piloto Kayla, interpretada por DeWanda Wise.


As direções dos recursos fotográficos e de computação gráfica ao longo da franquia, em especial, a do atual “Domínio”, têm zelado para que não ocorram abismos entre cada produção a ponto de induzir a leitura dos filmes segundo fases distintas e descontinuadas por parte dos espectadores. Da mesma forma, a trilha sonora incidental remete às trilhas de origem, mantendo a imersão na atmosfera de aventura nos moldes de parque temático.


Para o deleite dos fãs da franquia, um belo presente: as gerações das trilogias se cruzam em “Domínio”, encontro esse definido pelo resgate dos personagens Owen Grady – o comportamentalista animal interpretado por Chris Pratt, Claire – a ex-gerente de operações do parque incorporada por Bryce Dallas-Howard, da jovem Maisie no papel de Isabella Sermon, de Ellie Sattler – a paleobotânica eternizada por Laura Dern, do matemático Ian Malcolm - desenhado por Jeff Goldblum e de Alan Grant - o paleontólogo de Sam Neill – todos em colaboração para a conclusão épica do longa, mas talvez, de uma nova possível franquia.


TÍTULO ORIGINAL

Jurassic World: Dominion

DURAÇÃO

146 minutos

GÊNERO

Aventura

ELENCO

Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Justice Smith, Jake Johnson

DIREÇÃO

Colin Trevorrow


13 visualizações0 comentário