MAMÁFRIKA - um drama familiar no qual os personagens representam arquétipos de pessoas comuns

Com várias camadas de compreensão, esse o drama faz uma reflexão sobre os impactos culturais, políticos e econômicos que as dinâmicas civilizatórias impõem durante a busca da ascensão social familiar a partir da escolarização dos filhos


Livremente inspirada em situações reais, narrativas ancestrais, cotidianas e simbólicas do elenco, MamÁfrika é um drama familiar no qual as personagens representam arquétipos de pessoas comuns, com singulares instigantes, atravessadas por questões crônicas ligadas a raça, classe e gênero, em um cenário diaspórico e periférico, no Rio de Janeiro.

A peça, exibida em formato virtual, propõe um olhar sensível, atento, uma reflexão sobre alguns dilemas vivenciados por parte das pessoas pretas no Brasil. A partir da tradução audiovisual de cenas e gestos que trazem memórias afetivas, ancestrais, MamÁfrika também faz um recorte sobre os impactos subjetivos e econômicos de uma geração que migrou da região Nordeste para o Sudeste em busca de melhores condições de vida e de uma outra, descendente da anterior, a geração que teve acesso às políticas públicas voltadas para a educação e a cultura, e, de forma frustrada, não consegue se inserir no contexto formal do mercado de trabalho.

A obra artística retrata lutos, padrões sociais excludentes e a sangrenta e multifacetada batalha diária da comunidade negra pela sobrevivência e existência com plenitude, o matriarcado como dinâmica familiar predominante neste contexto. Esses aspectos são trazidos para as cenas com presença, pertencimento, embasados em alguns aspectos civilizatórios afro-brasileiros (Azoilda Trindade) como a energia vital, a corporeidade, a circularidade e a oralidade. Espiritualidade, ritual. Alguns ciclos se rompem, e outros se repetem, Oroboros. Tempo, Iroko.

Após as 12 sessões, o espetáculo contará com uma conversa mediada por parte da equipe MamÁfrika e convidados, em live, no dia 08/06, no perfil do SESC Rio - Instagram.

SINOPSE: MamÁfrika trata de um drama familiar vivido por uma mãe e dois filhos. Esta família - tradicional brasileira - tentou ascender socialmente, investindo na educação do filho mais novo, Odé, mas viu seu projeto frustrado quando ele não consegue se inserir no mercado de trabalho e decide voltar para a casa da família.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia: Gabo Barros, Marcelo Magano e Saulo Adão

Direção: Gabo Barros

Elenco: Cátia Costa, Paulo Guidelly e Marcelo Magano

Figurino e Adereços: Rona Neves

Arte e Design: Lisimba Dafarí

Edição e Finalização: André Martins e Saulo Adão

Direção de Fotografia: Saulo Adão

Produção Operacional: Janyne Souza

Comunicação Institucional: Julianna Cassan

Produção Administrativa: Kika Ribeiro

Still: Pedro Ivo

captação de Som: Priscila Alves

Produção de Set: Rafahell Mello

Técnico de Videoconferência: Marquinho Tormenta

Assistência de direção de fotografia: Miguel Gil

Comunicação e Redes Sociais: tais Amorim

Trilha Sonora: Thayan Ribeiro

Acolhedora: Gisele Mota e Clarice Miranda

Assessoria Jurídica:Sabrina Simões

Produção Administrativa: Vértebra - Gerenciamento de Projetos Artísticos

Consultoria Contábil: IBC

Assessoria de Imprensa: Alessandra Costa

SERVIÇOS

MamÁfrika

De 04 a 27 de junho de 2021

De sexta a domingo, sempre às 20h

Classificação: 14 anos.

Instagram: @mamafrika2021

Espetáculo MamÁfrika - 2021 - Sympla


2 visualizações0 comentário