Negra Palavra I Solano Trindade - Celebra a obra do poeta pernambucano

Uma vida de luta contra a opressão de negros e pobres

O espetáculo Negra Palavra I Solano Trindade, que celebra a obra do poeta pernambucano, ativista político, ator de cinema, artista plástico, pesquisador de culturas populares e homem de teatro, retorna aos palcos depois de um longo período de apresentações online. Durante os próximos dois meses, passará por dez municípios do Estado do Rio de Janeiro, levando ainda oficinas, debates em podcast e apresentações virtuais a escolas e comunidades por onde passar. Durante os próximos dois meses, passará por dez municípios do Estado do Rio de Janeiro, levando ainda oficinas, debates em podcast e apresentações virtuais a escolas e comunidades por onde passar. As primeiras paradas, neste fim de semana (9 e 10 de abril), serão Petrópolis e Paraíba do Sul. Depois, Miguel Pereira, Paty de Alferes, Três Rio, entre outros receberão a companhia.


O poeta pernambucano, reconhecido por uma vida de luta contra a opressão de negros e pobres, ganhou justa homenagem na peça criada pelo Coletivo Preto e pela Companhia de Teatro Íntimo, em 2019. Após temporadas com plateia lotada nos teatros Sesc Tijuca, Poeira e Casa de Cultura Laura Alvim, em 2020 foi adaptada para o formato online, sendo exibida em festivais digitais pelo mundo.


Encenada originalmente por 10 atores, todos homens negros, desta vez, na nova versão presencial do espetáculo, o elenco também traz uma nova adaptação. Desta vez, a peça é encenada por oito atores e uma atriz, representando ainda mais as múltiplas faces de Solano.

Solano Trindade é uma referência fundamental na luta por igualdade no país, tendo fundado vários movimentos negros entre os anos 30 e 60. Levou sua arte e militância de Pernambuco para o Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo e, finalmente, para a cidade de Embu, no interior de São Paulo, hoje conhecida como Embu das Artes.


FICHA TÉCNICA

Poesias: Solano Trindade

Direção Geral: Orlando Caldeira e Renato Farias

Roteiro: Renato Farias

Elenco: Adriano Torres, André Américo, Eudes Veloso, Jorge Oliveira, Leá Cunha, Lucas Sampaio, Raphael Elias, Rodrigo Átila e Thiago Hypólito

Direção Musical e Percussão Corporal: André Muato

Direção de Movimento: Orlando Caldeira

Direção de Atores: Drayson Menezzes

Assistente de Direção: Thati Moreira

Direção de Arte: Raphael Elias

Assistente de Arte: Julia Marques

Iluminação: Rafael Sieg

Designer: Vitor Moniz

Gerenciamento de Redes Sociais: Caroline Frizeiro

Figurino: Julia Marques

Direção de Produção e Produção de Conteúdo: Eudes Veloso

Produção Executiva: Jorge Oliveira e Ândrea Cordeiro

Idealização: Renato Farias

Produção: Saideira Produções

Realização: Coletivo Preto e Companhia de Teatro Íntimo


NEGRA PALAVRA - SOLANO TRINDADE

Duração: 60 min

Classificação: 12 anos


Dia 09/04_20h: Petrópolis – Centro Cultural Raul de Leone (Sala Afonso Arinos) Endereço: Praça Visconde de Mauá 305 – Centro histórico.

Entrada franca.

Dia 10/04:Paraíba do Sul (Theatro Municipal Mariano Aranha)

Dia 16/04: Paty de Alferes (Centro Cultural Maestro José Figueira)

Dia 17/04: Miguel Pereira (Quadra da Pontresina)

Dia 07/05: Três Rios (Teatro Celso Peçanha)

Dia 08/05: Sapucaia (Teatro Luz)

Dia 15/05: Japeri (Centro Cultural Deputado Luís Eduardo Maron Magalhães)

Dia 21/05: Maré (Lona Cultural Municipal Herbert Vianna)

Dia 22/05: Caxias (Gomeia Galpão Criativo)

Dia 28/05: Paraty (Casa de Cultura de Paraty)


4 visualizações0 comentário