Setas e Turmalinas - Uma percepção quase onírica

A roda da existência, ou a morte que traz nova vida, uma metamorfose

A trajetória e o desenvolvimento do olhar do colecionador - reflexos do tempo e de suas experiências - dão direção à mostra coletiva ``Setas e Turmalinas ``, uma parceria com o espaço de arte Auroras, em cartaz na Casa de Cultura do Parque, a partir de 9 de abril.

A escolha curatorial de Gisela Domschke tem como ponto de partida um eixo formado entre uma grande pintura de Francesco Clemente, artista que introduziu Ricardo Kugelmas ao mundo das artes em Nova York, e outra de Laís Amaral, uma de suas mais recentes aquisições.

Ao todo, foram selecionadas mais de 70 obras de arte contemporânea, em tamanhos, técnicas e suportes distintos, como pintura, escultura, desenho, cerâmica e bordado, dos artistas Adriano Costa, Aleta Valente, Alex Katz, Alexandre Wagner, Alvaro Seixas, Ana Claudia Almeida, Ana Prata, Anderson Godinho, Anitta Boa Vida, Antonio Dias, Antonio Oba, Bruno Dunley, Cabelo, Caris Reid, Carolina Cordeiro, Cecily Brown, Cildo Meireles, Cisco Jimenez, Claudio Cretti, Coleraalegria, Dalton Paula, Daniel Albuquerque, David Almeida, David Salle, Eleonore Koch, Emannuel Nassar, Emanoel Araujo, Fabio Miguez, Fernanda Gomes, Flavia Vieira, Flora Rebollo, Francesco Clemente, Gabriela Machado, Gokula Stoffel, Guga Szabzon, Gustavo Prado, Ilê Sartuzi, Jac Leirner, Janaina Tschape, José Bezerra, Juanli Carrion, Kaya Agari, Kaylin Andres, Laís Amaral, Leda Catunda, Lenora de Barros, Louise Bourgeois, Luis Teixeira, Marepe, Marie Carangi, Marina Rheingantz, Mauro Restiffe, Maya Weishof, Melvin Edwards, Moises Patricio, Ouattara Watts, Pablo Accinelli, Paolo Canevari, Paulo Whitaker, Renata de Bonis, Rodrigo Bivar, Santidio Pereira, Sergio Sister, Shizue Sakamoto, Sofia Borges, Sonia Gomes, Sylvia Palacio Whitman, Tadaskia, Tatiana Chalhoub, Thomaz Rosa, Tiago Tebet, Tunga, Valeska Soares, Yhuri Cruz e Yuli Yamagata.

O primeiro ciclo expositivo de 2022 da Casa de Cultura do Parque também é composto por Água na boca, exposição individual da artista catarinense Roberta Tassinari, com suas produções entre 2018 e 2022, e pela serigrafia Les Moles do artista Pierre Lauwers, desenvolvida diretamente na parede de grandes dimensões do Projeto 280 X 1020. O ciclo é realizado pelo ICCo - Instituto de Cultura Contemporânea, com produção da Casa de Cultura do Parque

Serviço

Setas e Turmalinas

Curadoria: Gisela Domschke

Direção artística: Cláudio Cretti e Ricardo Kugelmas

Abertura: 9 de abril, das 11h às 18h

Período expositivo: 9 de abril a 12 de junho de 2022

Local: Casa de Cultura do Parque - Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 1300 - Alto de Pinheiros

Horário de funcionamento: de quarta a domingo, das 11h às 18h

Entrada gratuita mediante apresentação de comprovante de vacina


4 visualizações0 comentário