Um Broto Legal - "Menininha ingênua"

Abordagem primária de Celly Campello no contexto da história da música brasileira

resenha: psales e msenna


A rainha da pré-história do rock brasileiro, que encarnada na figura da "menininha ingênua" do final dos anos 1950, é a escolhida pelo diretor Luiz Alberto Pereira para um pseudo tributo a Celly Campello prestado através do longa ‘Um Broto Legal’.

Ao narrar superficialmente a meteórica trajetória da artista ao lado do irmão Tony, o roteiro se limita a assumir o papel de uma playlist audiovisual do ícone musical brasileiro, negligenciando o esclarecimento ao espectador sobre a real história da família Campello. Com isso, fragiliza-se a percepção da relevância da artista enquanto precursora do rock no Brasil, quando o estilo musical era não mais que um coadjuvante comercial para que artistas de várias vertentes completassem as faixas de seus LPs. Lamentavelmente, o roteiro assinado por Pereira e Dimas de Oliveira Jr fica muito aquém das expectativas de um público, até mesmo, pouco exigente, uma vez que a abordagem primária de Celly Campello no contexto da história da música brasileira carece de um olhar dramático, emotivo e compromissado com a realidade.

Na contramão das atuais produções que resgatam as origens e a essência dos protagonistas, a luz difusa lançada sobre a história de Celly Campello a torna distante da contemporaneidade, com capacidade máxima de acalento para o público nascido nos anos 1950, promove um abismo entre gerações, cujas mais recentes não romantizam o fato de uma mulher precursora de uma época, abandonar a sua carreira profissional visando assumir uma vida dedicada ao lar doce lar.



Direção: Luiz Alberto Pereira

Roteiro: Luiz Alberto Pereira e Dimas Oliveira Jr

Produção: Ronald Kashima, Diana Landgraf Pereira, Luiz Alberto Pereira

Elenco: Marianna Alexandre, Murilo Armacollo, Danillo Franccesco, Paulo Goulart Filho, Martha Meola, Petrônio Gontijo, Felipe Folgosi, Claudio Fontana, Carlos Meceni

Direção de Fotografia: Uli Burtin, ABC

Direção de Arte: Glauce Queiroz

Montagem: Jr Carone


8 visualizações0 comentário