top of page

Nosso Sonho - a força da amizade e da união

Atualizado: 7 de out. de 2023

O filme é certeiro ao celebrar as conquistas e as conexões humanas

Nosso Sonho

resenha: psales e msenna


Nosso Sonho


Na contramão de muitas das produções cinematográficas brasileiras que, corajosamente, denunciam a face sombria da sociedade contemporânea, "Nosso Sonho" opta por uma vertente diferenciada ao celebrar a resiliência humana.

A aparente superficialidade do filme pode ser vista como uma tentativa de oferecer uma perspectiva mais leve e otimista ao espectador. Em vez de mergulhar nas feridas do Rio de Janeiro, uma cidade marcada por contrastes sociais, o filme destaca a força da amizade e da união, proporcionando uma pausa para refletirmos sobre os laços que conectam os moradores das comunidades.

O longa conta com notáveis interpretações de Lucas Penteado e Juan Paiva, trazendo vida e potencializando o carisma dos personagens centrais. Embora a trama possa parecer carente de substância em alguns momentos, é importante reconhecer o esforço do diretor Eduardo Albergaria em retratar a jornada dos amigos de infância rumo ao sucesso.

"Nosso Sonho" é, sem dúvida, uma sincera homenagem a Claudinho e Buchecha, focando na conexão compartilhada entre os “faixas”. Em vez de se perder em detalhes pessoais, o filme celebra a essência da energia e a paixão contida em suas músicas.

A essência da obra de Albergaria oferece uma perspectiva mais positiva e esperançosa para os talentos em potencial, destacando a capacidade das pessoas na busca e na realização de suas vocações, de superar desafios e encontrar alegria amparada na amizade. Embora não se aprofunde nas questões sociais, o filme é certeiro ao celebrar as conquistas e as conexões humanas – uma oportunidade de ver o lado luminoso da vida, deixando os espectadores com um sorriso no rosto e motivados a cantar os sucessos da trilha sonora em plena sala de projeção.




21 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page